Por que as empresas quebram – Parte 5: A Falta de Objetivos e Metas

posted in: Notícias | 0

metaNo artigo anterior evidenciamos a importância de primeiro planejar as nossas estratégias, criando planos de ação para cada área que desejamos desenvolver na empresa, e estabelecendo uma conexão entre elas, para gerar uma sintonia em toda a empresa.

Mas para que os planos de ação sejam eficazes, precisam ter metas que auxiliem a empresa a alcançar seus objetivos.

Vamos ao exemplo: a empresa estabelece um objetivo global de dobrar seu faturamento dentro do período de um ano e ao mesmo tempo reduzir o retrabalho.

Determinado o objetivo global, cada setor da empresa deverá ter uma meta ou mais, que lhe sirva como um caminho a ser seguido e que contribua para que objetivo maior seja alcançado, veja:

  1. Setor de Vendas: meta de reduzir a inadimplência e o número de cadastros incompletos;
  2. Setor Financeiro: reduzir os custos das operações financeiras;
  3. Setor de Produção: reduzir os desperdícios no processo produtivo;
  4. Setor de Compras: procurar os melhores prazos e preços, sem a perder a qualidade;
  5. Setor de RH: criar e estabelecer políticas de retenção e motivação de funcionários, diminuindo os custos com a troca de mão de obra, tempo de treinamento, etc.

Poderíamos criar outras metas para os mesmos setores ou para outros, mas vamos ficar com estes exemplos.

Veja que com um objetivo claro fica bem mais fácil determinar as metas para cada setor da empresa.

Todos percebem que existe um objetivo amplo a ser perseguido assim como ficam sabendo como fazer a sua parte dentro do seu setor para que o mesmo contribua fortemente para alcançar o objetivo.

Lembramos aqui que as metas devem ser monitoradas, para termos a noção do que está acontecendo, por exemplo, se meta do setor de vendas, dentro de 6 (seis) meses, era reduzir a inadimplência de 6% para 3% e ela ficou em 5,5% existe algo errado. Mas não podemos esperar 6 meses para obter este resultado. É necessário um acompanhamento mensal deste objetivo, para descobri qualquer erro em tempo.

Muitas empresas, tem seus processos administrativos e produtivos prejudicados porque as pessoas não sabem o que buscar além das suas tarefas rotineiras. Trabalham e produzem somente pelo dinheiro.

Não em desafios que as estimulem e as façam dar o melhor de sua capacidade intelectual e produtiva.

Assim o trabalhador entra em uma linha de conforto e de falta de motivação, o que reflete diretamente nos seus produtos e serviços da empresa que deixam de ser inovadores, atrativos e competitivos.

Então vamos a uma sugestão de roteiro para que você possa estabelecer suas metas:

  1. Defina o (s) objetivo (s) da empresa;
  2. Estabeleça metas e prazos para os setores;
  3. Estabeleça metas e prazos para as pessoas destes os setores;
  4. Acompanhe a evolução das metas: crie métricas;
  5. Faça os ajustes necessários para quando as empresa estiver saindo da rota;
  6. Não estabeleça metas inflexíveis, um dos trunfos das empresas bem administradas é ser ágil e rápida na sua reação.

Estas são apenas 6 dicas, poderíamos nos estender para outras ou até mesmo abrir um poucos cada uma destas, mas o que importante que você entenda a necessidade de ter objetivos claros, de ter metas para cada setor e de como essa dupla – objetivos e metas – pode influenciar positivamente pessoas e organizar processos.

Fonte: Contábeis 
0.00 avg. rating (0% score) - 0 votes