Organizando a Sucessão nas Empresas Limitadas

posted in: Notícias | 0

Voltando a abordagem do tema das sucessoes nas empresas de forma juridica limitada, pois o assunto e extenso, e de interesse de uma grande maioria de participantes do forum, nao so profissionais da area, bem como de todo um universo empressarial, que nos visita constantemente, em busca de orientaçao sobre o tema, que e um cotidiano a todos nos, temos que.

  O fundamental, e que na elaboração do contrato social, na clausula das sucessões, se explicite detalhadamente, os fatos previstos, de falecimento, ou de afastamento de um dos sócios, e como isso será resolvido, de forma a não ficar a empresa, prejudicada, por questionamentos jurídicos de sócios e sucessores, impedindo seu desenvolvimento normal, prejudicando assim seus negócios.

 

  Na literatura empresarial, e na própria historia passada e presente, podemos citar casos de empresas, que por falta de dispositivos jurídicos protetores, prevendo estas situações, de repente, se veem , num redemoinho devastador, de um patrimônio conquistado a duras penas por deus fundadores. Conhecemos vários casos, de empresas promissoras em sua atividade, que por óbito de um de seus sócios, se despenca, indo ate a falência, consumindo um rico patrimônio, conquistado ao longo dos anos, a custa de muito trabalho e suor, porque não houve o suficiente cuidado neste aspecto, afinal ninguém quer pensar na Morte, principalmente na sua, dai não se prevenirem as consequências da mesma para a família e a sociedade como um todo.

 

  E importante frisar que toda a empresa sejam gigantescas, ou minúsculas, fazem parte de uma riqueza social, ou seja ela vai além de seus donos e de seus muros. Então quando uma empresa fecha, fecham com elas , empregos, impostos, sonhos, alegrias. etc.

 

  O artigo 1028 do CCB, dispõe a regulamentação referente a morte de um dos sócios, bem como os procedimentos, inerentes ao fato, em seus incisos I. II. e III, especificando em cada um deles as situações, que podem ocorrer.

 Então e de bom senso, que o profissional quando for elaborar o texto, da clausula contratual, que trata do assunto das sucessões, se debruce sobre os mesmos, para que sua redação seja a mais coerente e objetiva, para sua finalidade ser atendida plenamente.

 

Todas as hipóteses devem ser levadas em consideração, pois após o fato já ter acontecido, não haverá outro caminho, que nem sempre e o ideal para a empresa e os sócios remanescentes seguirem, Portanto planejem suas sucessões, pensando no futuro, nos esforços feitos para conseguirem chegar onde chegaram, e não deixar cair seus frutos em mãos, despreparadas para dar continuidade a prosperidade do negocio sonhado.

 

Sds.

 

Manoel Luiz Ribeiro Silva.

 

       Contador

0.00 avg. rating (0% score) - 0 votes