O sonho do empreendedor

posted in: Notícias | 0
O sonho de qualquer empresário é vender muito e obter rentabilidade alta. No entanto, a realização deste sonho se esbarra na eficiência da gestão de custos, na concorrência e no valor percebido pelo cliente para dar preferência para o seu produto.
 
De nada adianta, a empresa ter um bom preço para o consumidor, boa qualidade de produtos, um atendimento de primeira e vender muito; se não obter lucros. 
O lucro é o motor que alavanca o desenvolvimento da empresa e dá motivação para o empreendedor avançar. 
Neste contexto, a administração do preço de venda e a gestão de custos entram como os principais elementos de sustentanção para a realização do sonho do empreendedor.
Há duas estratégias de precificação muito conhecidas:
1. O produto é introduzido no mercado com o preço máximo possível para sua demanda e então é reduzido gradativamente. É uma opção apropriada para recuperar os altos investimentos feitos na concepção de produtos inovadores, já no início de sua comercialização. É importante destacar que o alto valor só se sustenta enquanto não houver outros produtos similares no mercado. Nesta estratégia os lucros são maximizados no início do lançamento do novo produto.
2. O produto é introduzido no mercado com preço abaixo da média dos concorrentes para, em seguida, elevá-lo gradativamente. O objetivo aqui é capturar imediatamente uma parcela do mercado pelo menor preço para depois fidelizá-lo pela qualidade. Muito utilizada para lançar produtos em um mercado já muito competitivo e com muitas alternativas similares, e para empresas novas. Mas, há um tempo da pratica desta estratégia, depois é preciso abandonar o barco e aplicar o preço que seja justo trazendo lucros para o negócio. O melhor indicador para precificação justa é o DRE.  
Já para administrar os custos o empreendedor deve utilizar de seu rigoroso poder de decisão principalmente na condução da redução e limitações dos gastos com sua estrutura produtiva e administrativa. Isto, considerando que a empresa já tenha capital de giro e lastro para sustentar custos e prazos. 
A contabilidade tem um papel relevante neste processo, por se tratar de um instrumento que fornece os resultados econômicos no final de um período, através do DRE, é ele que indicará se as decisões tomadas anteriormente pelo gestor estão no caminho certo, ou seja, estão resultando em lucros. 
Qualquer decisão tomada pelo gestor, seja, na precificação e na redução e limitação dos custos, há um preço, que podem ser, cair as vendas e cair a qualidade. Mas em compensação, pode obter mais lucros e reduzir o stress por sair do beco quase sem saída, a do prejuízo. 
É preciso um bom assessoramento de especialistas em produção, finanças e contábil, para efetuarem as análises dos gargalos que impedem a empresa de progredir, tomando as decisões com menor riscos. 
Iderlindo Joaquim luzia – Visão Contabilidade e Assessoria Ltda.
0.00 avg. rating (0% score) - 0 votes